.:mais sobre mim

.:pesquisar

 

.:Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.:posts recentes

.: Vacinação do recém-nascid...

.: Higiene do recém-nascido

.: Transporte do recém-nasci...

.: O trabalho de parto

.: Preparar a mala - o parto

.: Gestação... da 40ª à 42ª ...

.: Gestação... da 35ª à 39ª ...

.: Gestação... da 30ª à 34ª ...

.: Gestação... da 25ª à 29ª ...

.: Gestação... da 20ª à 24ª ...

.:arquivo

.: Setembro 2009

.: Agosto 2009

.: Julho 2009

.: Junho 2009

.: Maio 2009

.: Abril 2009

.: Março 2009

.: Fevereiro 2009

.: Janeiro 2009

.: Dezembro 2008

.: Novembro 2008

.: Outubro 2008

.: Agosto 2008

.:tags

.: todas as tags

.:as minhas fotos


Web Design

.:links

.:mapa dos usuários

Locations of visitors to this page
blogs SAPO

.:subscrever feeds

Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

O trabalho de parto

 

Viver a experiência do parto é algo maravilhoso e único, porém como o nome diz éconsideradomesmo um trabalho.  Não existem dois partos iguais, assim como não existem duas gravidezes iguais. O parto divide-se em 3 fases. Na primeira fase engloba a dilatação do colo de 10 cm. Na segunda fase vai da dilatação do colo de 10cm até à expulsão do feto. Na terceira fase vai desde a expulsão do feto à expulsão da placenta.

 

A primeira fase é a mais longa e pode ser dividida em 3, sendo a 1ª até aos 3 cm de dilatação, a 2ª até aos 7 cm de dilatação e a 3ª até à dilatação completa de 10cm.

A segunda fase divide-se em fase latente e fase activa.


Fase latente

*      O que fazer

A mãe deve relaxar e não correr de imediato para o hospital, pois será mais confortável se passar esse tempo em casa manter-se ocupada e conservar a energia e cronometrar as contracções. Se esta etapa começar durante a noite é uma boa ideia tentar dormir um pouco.

*      O que esperar

Esta fase dura entre 8 a 12 horas. As contracções uterinas irão durar entre 30 a 45 segundos com intervalos de 5 a 30 minutos entre estas. As contracções são moderadas, algo irregulares mas progressivamente mais fortes e próximas. As contracções podem sentir-se como dores lombares (nas costas em baixo), dores menstruais ou pressão pélvica. Pode ocorrer ruptura da bolsa do líquido amniótico, se ainda não tiver ocorrido na 1ª fase.

Quando monitorizar as contracções ter em consideração a intensidade, padrão e duração das contracções uterinas e intervalo entre estas.

Quando ocorrer a ruptura da bolsa de líquido amniótico bolsa de águas ter e, consideração: a cor, odor e hora da ruptura das bolsas.

*      Dicas para a pessoa de apoio

Praticar a cronometragem das contracções uterinas, ser uma influência calmante, oferecer conforto e suporte, sugerir actividades de distracção, manter a sua própria calma.

 

Fase activa

*      O que fazer

Neste momento a mãe deve dirigir-se ao hospital ou maternidade. As contracções estão mais intensas, prolongadas e próximas. Neste momento a mãe deve começar com as técnicas de respiração e técnicas de relaxamento, deve mudar de posição com frequência e tentar caminhar. Deve também esvaziar a bexiga frequentemente.

*      O que esperar

Esta fase dura cerca de 3 a 5 horas. As contracções uterinas irão durar entre 45 a 60 segundos com um intervalo de 3 a 5 minutos entre elas, irão ser mais intensas e prolongadas.

*      Dicas para a pessoa de apoio

Proporcione a sua total atenção, oferecendo apoio verbal e encorajamento, massaje o abdómen ou zona lombar da mãe, ajude-a na técnica de respiração, ajude-a a ficar confortável, lembre-a de mudar de posição com frequência, ajude-a nas técnicas de distracção e não se sinta mal se ela não responder bem aos cuidados.

 

Fase de transição

*      O que fazer

Nesta fase a mãe irá necessitar muito da pessoa de apoio que está com ela. Esta é a etapa mais difícil, mas também a mais curta. Viva uma cada contracção de cada vez e quando sentir vontade de puxar diga ao profissional de saúde que está consigo.

*      O que esperar

Esta fase dura cerca de 30 minutos a 2 horas. As contracções uterinas irão ter a duraçaõ de 60 a 90 segundos com um intervalo de 30 segundo a 2 minutos entre elas. As contracções são prolongadas, fortes e intensas. A mãe pode sentir calores, arrepios, náuseas, vómitos ou libertar flatos.

*      Dicas para a pessoa de apoio

Forneça encorajamento, evite conversas vagas, continue a ajudar nas técnicas de respiração, ajude-a a passar as contracções, encoraje-a a relaxar entre as contracções e não se sinta magoado se ela estiver zangada.


William's Obstetrics Twenty-Second Ed. Cunningham, F. Gary, et al, Ch. 17.

 

sinto-me:
publicado por Isabel às 05:40
link do post | comentar | favorito